PALAVRA DO PÁROCO MARÇO 2018

Conhecer a si mesmo para conhecer a Deus

Estimados irmãos e irmãs, graça e paz!

No deserto quaresmal que estamos vivendo, o Senhor vem ao nosso encontro para nos conduzir com o seu Espírito para uma viagem interior, que nos leva a mergulhar nas profundezas de nosso próprio “EU” para nos depararmos com as nossas luzes e sombras. “Conhece-te a ti mesmo…” é uma frase inquietante do oráculo de Delfos, na Grécia, que nos leva a pensar naquilo que tantas vezes buscamos e não encontramos por procurarmos em lugares errados. Santo Agostinho dizia: “Tarde te amei… eis que procurava fora e estavas dentro de mim!”

A humanidade tem um grande desejo de Deus! Está sedenta, faminta, desejosa de encontrar-se com o sentido maior, com a Beleza Suprema, com a Suma Bondade que é Deus. Na experiência quaresmal, o olhar para dentro de si é de importância singular. A cada semana que passa, é um olhar específico que lançamos sobre a vida para analisar a nossa postura, o nosso comportamento cristão e nossa moral como um bom cidadão.

Nesta trajetória que percorremos em direção à Páscoa de Jesus Cristo, em nossos exercícios espirituais, sacrifícios e propósitos quaresmais, a Confissão Sacramental ganha um destaque por ser um dos caminhos que melhor nos ajuda a entrar em nós mesmos para um sincero exame de consciência em busca da verdade, às vezes, obscurecida pelas “mentiras”, “corrupções”, “fraudes” e demais pecados que estão dentro em nós.

“In Interiore homine habitat veritas” – assim refletia Santo Agostinho – “No interior do homem habita a verdade”. É desta maneira, que viajando ao interior de nossa alma, conseguiremos permitir com que o próprio Deus ilumine as nossas trevas internas para que tudo em nós seja luz. Ao olharmos para Jesus Cristo, em seu mistério pascal, contemplamos a verdadeira Luz que dissipa as trevas dos homens.

Que a Páscoa que se aproxima seja para nós a oportunidade de nos encontrarmos com a Verdade que é Deus, permitindo que Ele elimine de nossas vidas aquilo que ainda nos impede de ser luz em nossa comunidade paroquial, em nossa família (igreja doméstica) e em nossos relacionamentos na sociedade e no mundo. Que o Cristo Ressuscitado nos torne homens novos, capazes de ser sinal de ressurreição para muitos, através do testemunho sincero do reconhecimento de suas fragilidades, mas confiantes na graça que nos vem da Verdade que é o Senhor nosso Deus, Vencedor da morte e doador da Vida.

Pe. Thiago R. dos Santos

Pároco



VOLTAR



COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

 

 
 
© 2014 - Paróquia Santa Mena - Todos os Direitos Reservados
Av. Suplicy, 197 - Jardim Santa Mena - Guarulhos/SP - Tel: (11) 2455-9434


Este website é melhor visualizado em 1280x900px - Preferencialmente utilizar Internet Explorer 9 ou Firefox 28 Pode haver erros em navegadores inferiores.